Sergio Moro confessa ter plagiado artigo publicado pela ConJur

Conselho profissional pode cobrar anuidade enquanto houver vínculo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Copia e cola

Sergio Moro confessa ter plagiado artigo publicado pela ConJur

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-juiz federal Sergio Moro confessa ter plagiado um artigo publicado pela ConJur. A descoberta foi feita pelo advogado Marcelo Augusto Rodrigues de Lemos, que alega que Moro e a advogada Beathrys Ricci Emerich, co-autora do texto, copiaram um trecho de seu trabalho em um artigo publicado na revista Relações Internacionais no Mundo Atual, da Unicuritiba. A informação foi publicada pelo portal Metrópoles.

O ex-ministro Sergio Moro escreveu o

texto em parceria com uma advogada
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Lemos escreveu o texto na ConJur em setembro do ano passado. A edição da revista em que o trabalho de Moro e Emerich foi publicado tem data de abril/junho de 2019, mas a bibliografia feita pela advogada revela que, na verdade, o texto foi produzido depois de abril deste ano, o que é confirmado por postagens de Emerich em redes sociais.

O ex-juiz reconheceu que seu artigo, que trata de lavagem de dinheiro do crime organizado por meio do pagamento a advogados, tem trechos que foram copiados do texto de Lemos, que fala sobre o aviltamento do livre exercício da advocacia em tempos de crise. Segundo Moro, a culpa pelo plágio foi da advogada, que foi orientada por ele na elaboração do artigo.

Após a revelação do plágio, o texto de Moro e Emerich foi retirado dos arquivos da Unicuritiba.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 26 de junho de 2020, 21h39

Leia também