Partidos impetram MS por liberação de verba para o cinema

Conselho profissional pode cobrar anuidade enquanto houver vínculo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Fundo setorial

Partidos impetram mandado de segurança por liberação de verba para o cinema

O PSB e o Cidadania ajuizaram nesta segunda-feira (22/6) um mandado de segurança coletivo contra o ministro do Turismo e a União. A peça foi protocolada no Superior Tribunal de Justiça e distribuída à ministra Regina Helena da Costa.

Segundo partidos, omissão acarretou na completa paralisação de fundo audiovisual
Reprodução

Segundo os partidos políticos, o ministro Marcelo Álvaro mostrou-se omisso em deliberar sobre a liberação de valores do Fundo Setorial do Audiovisual nos anos de 2018, 2019 e 2020.

Para que as verbas fossem liberadas, deveria ter convocado reuniões do Comitê Gestor do fundo. Originalmente, a incumbência era do ministro da Cultura, mas a pasta passou a integrar o Ministério da Cidadania, hoje sob o comando de Onyx Lorenzoni. Por fim, um decreto do ano passado transferiu a Secretaria Especial de Cultura para o Ministério do Turismo.

“A ilegal omissão da autoridade coatora acarretou na completa paralisação do Fundo Setorial do Audiovisual, causando enormes prejuízos ao setor audiovisual e levando ao virtual colapso todo o segmento de produção independente, em flagrante violação ao direito fundamental à cultura, como previsto em nossa ordem constitucional”, dizem os partidos.

Clique aqui para ler o pedido

0146425-41.2020.3.00.0000

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 23 de junho de 2020, 18h29

Leia também