Criminalistas do Rio repudiam ofensas a ministro Celso de Mello

Conselho profissional pode cobrar anuidade enquanto houver vínculo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Atos covardes

Criminalistas do Rio repudiam ofensas a ministro Celso de Mello

Por 

A Sociedade dos Advogados Criminais do Estado do Rio de Janeiro (Sacerj) manifestou solidariedade ao decano do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, e repudiou as ofensas que lhe foram dirigidas por declarações e decisões que contrariam o governo de Jair Bolsonaro.

Decano Celso de Mello é exemplo para operadores do Direitos, dizem advogados
/STF

Em carta ao ministro, a entidade afirmou que todos os profissionais que atuam junto ao Judiciário reconhecem nele “a expressão do mais refinado saber jurídico, sempre posto em prol da realização da Justiça”.

“Esse conhecimento é constantemente usado para garantir as liberdades públicas, aperfeiçoar as instituições republicanas e promover o equilíbrio democrático”, disse a Sacerj.

“Demais disso, a coragem hermenêutica que caracteriza os julgados proferidos por vossa excelência, é um raro predicado entre os juízes, encontradiço, apenas, entre aqueles que não temem ataques à sua honra ou à sua pessoa, sejam diretos ou sub-reptícios, nem mesmo quando lançados por mal disfarçados fascistas”, apontou a instituição.

Topo da página

 é correspondente da revista Consultor Jurídico no Rio de Janeiro.

Revista Consultor Jurídico, 18 de junho de 2020, 20h18

Leia também