Eduardo Brandão assume a presidência da Ajufe

Conselho profissional pode cobrar anuidade enquanto houver vínculo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

2020-2022

Eduardo André Brandão assume a presidência da Ajufe

O juiz federal Eduardo André Brandão de Brito Fernandes tomou posse nesta quarta-feira (3/6) à noite da presidência da Associação Nacional dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe). A nova diretoria, eleita para o biênio 2020-2022, representará os cerca de 2 mil juízes federais, desembargadores e ministros dos tribunais superiores que são associados da entidade.

Eduardo Brandão, novo presidente da Ajufe
Divulgação

“A tentativa de desvalorizar a Justiça Federal é negar à população mais carente o reconhecimento de direitos cada vez mais urgentes e necessários”, disse em seu discurso de posse. 

Em virtude da atual crise sanitária que o país sofre, a cerimônia, que começou às 19h, foi virtual. Participaram por videoconferência o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o Procurador Geral da República, Augusto Aras, o advogado-Geral da União, José Levi, o ministro Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira, os ministros do STF Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, além de ex-ministros da corte maior e ministros do STJ.

Eduardo André Brandão é magistrado federal pela 2ª Região desde 1998, graduado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro e mestre em Jurisdição Administrativa pela UFF (Universidade Federal Fluminense). Presidiu a Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Ajuferjes) no biênio 2012-2014 e participou das últimas três gestões da Ajufe sob a presidência de Antônio César Bochenek, Roberto Veloso e Fernando Mendes, respectivamente.

Assista abaixo a cerimônia de posse da Ajufe

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 3 de junho de 2020, 20h42

Leia também